A Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul promoveu a devolução dos mandatos do prefeito e dos vereadores que compuseram a primeira legislatura do município. O ato simbólico em defesa da democracia marcou a sessão solene em comemoração à emancipação político-administrativa do município, que foi promovida nesta quinta-feira, 7, no Pequeno Teatro da Scar (Sociedade Cultura Artística).

A iniciativa da solenidade atendeu à lei municipal 5526, de 2010, pela qual a Câmara instituiu a homenagem como forma de valorização da data em que o então distrito Jaraguá desvinculou-se de Joinville. O dia 26 de março marca a criação da lei do município, enquanto a instalação do mesmo ocorreu em 8 de abril de 1934.

O processo eleitoral ocorreu em 1936, elegendo como prefeito Leopoldo Augusto Gerent. Já os vereadores eleitos foram Emmanuel Ehlers, Waldemar Grubba, Ricardo Grunwaldt, Emílio da Silva, Carlos Guenther Júnior, Francisco Mees e Arthur Müller. No entanto, com o golpe de 1937 e a consequente instauração do regime autoritário de Vargas, os direitos políticos dos representantes eleitos pela população foram suspensos.

Neste sentido, a referida homenagem, segundo os organizadores, buscou contribuir para o resgate da história regional e reparar os equívocos do passado. Buscou, ainda, homenagear os representantes do povo, reforçando os princípios da soberania popular e demonstrando a vocação democrática da Câmara Municipal para que os erros do passado não se renovem, consolidando a democracia brasileira.

Na cerimônia estiveram presentes o prefeito e vereadores de Jaraguá do Sul e de cidades vizinhas. Além deles, o secretário de Estado da Segurança Pública, Cesar Grubba, e o comandante geral da Polícia Militar de Santa Catarina, Paulo Henrique Henn, estiveram em Jaraguá, na noite de quinta-feira (7), representando o Governo do Estado. Os dois prestigiaram a sessão solene em homenagem aos 82 anos de emancipação político-administração do município, comemorados nesta sexta-feira (8).

LEIA TAMBÉM  Deputado lê discurso de Goffredo no plenário

Sobre o resgate histórico
A realização da referida homenagem decorre de estudos e discussões promovidos em uma mesa redonda sobre o Integralismo, ocorrida nos anos de 2014 e 2015, no Museu Emílio da Silva, cujo patrono compunha a primeira legislatura da Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul.

Sob a coordenação do historiador Ademir Pfiffer, a mesa redonda contou com a participação do pós-graduado em Direito da Propriedade Intelectual, publicitário e autor de diversos artigos sobre a história da política nacional, Guilherme Jorge Figueira. Ele desenvolveu pesquisas com análises sobre a trajetória da Acção Integralista Brasileira – AIB (1932-1945) e do Partido de Representação Popular – PRP (1945-1965).
Vídeo
O evento foi transmitido pela TV Câmara de Jaraguá do Sul e pode ser assistido na íntegra abaixo:

 

 
 

Nova Offensiva

* Com informações da Câmara Municipal de Jaraguá do Sul.